Atravessando o vale

Agora uma breve pausa na sequência das postagens, para um depoimento mais do que oportuno. No espaço para comentários deste blog, estivemos falando bastante a respeito de provações, nos últimos dias. E há dois dias eu tomei conhecimento da história de vida de uma pessoa que achei totalmente conveniente publicar aqui. Faz parte do meu trabalho (que desenvolvo para a Pastoral da Comunicação da Igreja Católica) coletar depoimentos como esses, e por saber que se trata de uma história verdadeira, resolvi que valeria a pena compartilhar. Dedico o testemunho de Simone a todos que estejam passando por períodos de provação em suas vidas...


Meu nome é Simone da Silva Nunes, tenho 32 anos e uma filha de 12. Sou natural de Rio Preto, Estado de São Paulo e quero contar para vocês a história real da minha vida.

-----Ela começa em Junho de 2005, quando comecei a me sentir muito mal, com fraqueza, falta de ar constante, cansaço, dores nas costas e perda de peso: de 50kg, rapidamente passei a pesar 43 kg!

-----Foi assim que começou meu calvário: passei por vários médicos e o diagnóstico era sempre o mesmo: bronquite e talvez um começo de pneumonia. Ia ao posto de saúde, tomava um remedinho na veia, fazia inalação e voltava para casa. Mas a cada dia que passava eu ia ficando pior, mais fraca e mais magra, a ponto de não suportar mais.

-----Até que, numa terça-feira, minha mãe me levou ao Grupo de Oração Sta Teresinha, que eu já conhecia, e pediu oração por mim. Contei a situação para algumas pessoas e uma senhora chamada Valdira me disse que me apresentaria alguém que poderia me ajudar. E aí me apresentou uma senhora chamada Teresinha (coincidência ou Providência Divina?); que me levou até o consultório do Dr. Fachim. Este me pediu que fizesse diversos exames, num hospital, e me pediu que voltasse dali a uma semana.

-----Mas a radiografia acusou problemas graves, e o próprio hospital ligou para o doutor. Ele então me ligou e me disse que deveria comparecer ao seu consultório no dia seguinte, sem falta. Chegando lá, ele me disse que eu tinha algo muito grave e que precisaria ser internada urgente. Eu já estava num estágio em que só conseguia respirar com ajuda de oxigênio

-----Os exames demonstraram que eu tinha um gravíssimo tumor no pulmão esquerdo. Com as biópsias, veio a confirmação: estava com um câncer maligno do tipo linfoma, semelhante ao que vitimou o cantor Leandro (da famosa dupla com o irmão Leonardo). Ele já estava tão grande que tomava boa parte do meu pulmão e alguns órgãos vitais: era um tumor muito agressivo, do tipo que se espalha rapidamente, e já estava a 2 milímetros do meu coração!

-----Fui transferida a um especialista, Dr. Jorge, que chamou a minha família e disse que tinha pressa em começar o tratamento. Falou tudo abertamente e não me escondeu nada: me disse com detalhes como seria difícil o tratamento; e naquele momento acho que Nossa Senhora pôs a mão em minha cabeça, pois senti uma grande serenidade. Em momento algum pensei que pudesse morrer, e ao invés de chorar eu mantive a calma. O médico repetiu 3 vezes a mesma coisa: "Simone, você entendeu? O que você tem é muito grave e vamos ter que jogar uma ‘bomba atômica' dentro de você (referindo-se à quimioterapia), pois não há como operar; o tumor está num estágio muito avançado e é enorme".

-----Aí o doutor me pediu que raspasse a cabeça, pois o cabelo iria cair de qualquer maneira. Eu só disse que entendi tudo.

-----Saímos do consultório e minha irmã voltou para dentro da sala. Perguntei porque a ela porque tinha voltado, mas ela inventou uma desculpa. Só muito tempo depois eu vim a saber a verdade: ela foi perguntar se eu tinha chances de sobreviver e o médico respondeu assim: "Quer que eu seja sincero? A resposta é não. Ela pode ter momentos de melhora, mas não tem cura".

-----E assim começaram as sessões fortíssimas de quimio. O meu tratamento era tão agressivo que muitas vezes pensei que não teria forças para suportar. Tomava altas doses de corticóides. De 43 passei a 70kg, de puro inchaço. Sentia muito cansaço, passava semanas largada na cama, sem forças nem para atender ao telefone.

-----Fiquei totalmente dependente de minha filha, então com 7 anos de idade. Ela mais parecia minha mãe, com tantos cuidados e a preocupação constante.

-----Um dos vários efeitos colaterais do tratamento foi a perda de sensibilidade na ponta dos dedos e a perda de paladar, além de dores nas articulações, mudanças constantes de humor e, o pior para as mulheres a perda completa dos cabelos, cílios e sobrancelhas. A primeira coisa que acabou foi a beleza, a vaidade.

-----Isso me mostrou que a beleza é emprestada, pertence a Deus e é passageira. Por isso temos que cuidar mais da beleza da alma que da beleza física: a alma é eterna; o corpo vai um dia se resumir ao pó da terra.

-----Houve momentos em que pensei em desistir de tudo, mas o que me deu forças para continuar a lutar foi Deus, e também minha filha. Fiquei com a imunidade baixa, sensível a qualquer doença, e principalmente aftas. Eu tinha muitas aftas na boca inteira, lábios e gengivas. Essa foi uma das piores torturas, pois elas ficavam em carne viva e eu não podia comer nada. Toda a minha comida tinha que ser batida no liquidificador e sem sal, para que pudesse beber por canudinho. Era difícil sentir o cheiro da comida normal e não poder comer nada.

-----Em casa todos tentavam me ajudar. Minha mãe preparava alimentação simples para todos, para que eu não passasse tanta vontade. Um dia minha irmã fez o almoço, normal para eles e para mim aquela papa líquida. De olhar minha comida ela sentiu náuseas e começou a chorar junto comigo... No mesmo instante, fui ao meu quarto, me ajoelhei diante de um quadro de Jesus Misericordioso e pedi perdão a Cristo, dizendo: "O Senhor sofreu muito mais, e eu não estou suportando meu sofrimento. Perdão...".

-----E foi então que aconteceu o primeiro milagre. Acordei no dia seguinte e percebi que haviam cicatrizado 14 aftas, que caíam da minha boca em grandes cascas!

-----Passados alguns dias, acordei por volta das 2h da madrugada com fortes dores nas costas que pareciam estar se rasgando. Demorou cerca de a hora e meia para passar aquela dor. Dia seguinte, acordei com dor de barriga e fui várias vezes ao banheiro.

-----Logo depois disso, minha irmã me telefona, e sem que eu dissesse nada, me diz que havia sonhado comigo e com Jesus. No sonho Jesus apareceu para ela e disse que estava tirando um tumor de mim. Ela viu Jesus colocando a mão dentro do meu tórax e em seguida retirar a mão, e ela estava limpa. Ela então falou para o Senhor: “Jesus, eu creio que o Senhor retirou o tumor, mas eu não o vejo! A sua mão está limpa, como sairá o tumor?” E Jesus disse: “Sairá da mesma forma que todo alimento que não serve para o corpo e é eliminado".

-----Eu esperei minha irmã terminar de contar o sonho e disse a ela o que havia me acontecido durante a madrugada, a dor estranha que senti e depois, logo de manhã, quando fui ao banheiro muitas vezes! E então percebemos que Jesus estava mesmo operando um grande milagre em mim!

-----A partir daí, o meu tratamento começou a dar resultados positivos. Fui ao médico e havia um outro oncologista na sala. Ele vou meus primeiros exames e os mais recentes, que eu tinha feito naquela semana, e ficou estupefato com os resultados. Ele me disse: "Simone, ou você é muito forte ou está acontecendo um milagre!", e eu falei a ele: "Sim, um Milagre, doutor".

-----Continuei a quimioterapia até que, por fim, fiz os últimos exames gerais e levei ao médico radioterapeuta. Ele comparou o meu primeiro exame e o último e exclamou: "Que coisa linda!" - Então me abraçou fortemente e me disse: "Simone, você é uma pessoa iluminada, pois o tamanho do seu tumor era de 20 cm e agora está com 0,5mm! Menos de 1cm!".

-----Aí eu pude ver no exame o meu pulmão inteirinho. Daí para cá. Não tomei mais nenhum medicamento, e ele sumiu por completo, graças à Misericórdia do Nosso Bom Deus e aos anjos iluminados que ele colocou na minha vida!

-----Isso tudo aconteceu há 4 anos. A Glória de Deus se manifestou em minha vida. Hoje, levo uma vida normal, sem sequelas. Estou viva, curada e feliz. Estou com cabelo novo e já voltei aos meus 50kg!

-----E digo para todos vocês: confiem em Jesus, peçam e acreditem, porque Deus é o Deus do impossível! Da mesma forma que Ele fez o impossível por mim Ele pode fazer o impossível por você!

-----Deus é Amor e é o Pai da Misericórdia, mas muitas vezes Ele corrige aos que ama. Ele não é autor do mal e não quer castigar ninguém, mas algumas vezes permite que a dor atinja às suas criaturas para salvá-las, por Amor.

-----Ame, confie e espere em Deus! Você verá as maravilhas que Ele fará na sua vida!

-----Agradeço a Deus por essa oportunidade de vida que Ele me deu, isto é, de estar aqui hoje. Também agradeço pelas orações de tantas pessoas e aos grupos de oração que rezaram por mim. Agradeço ao apoio que recebi de muitas pessoas, inclusive minha família, em especial à minha tia Carmem, minha irmã, minha mãe e minha filha. / Simone da Silva Nunes - nunesupnunes@hotmail.com


( Comentar este post __ Ver os últimos comentários