A inveja e o progresso


"A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes as trevas serão!"

Mateus 6, 22-23

A inveja (do latim invidere) é precisamente isto: uma doença dos olhos, que faz com que eles contemplem coisas boas apenas naquilo que o outro tem. Esses olhos, ao voltar da sua viagem pela abundância alheia, destroem com desprezo todas as boas coisas que lhes foram dadas. Ficam incapazes de ver com prazer aquilo que possuem.


Free Orkut and My Space scary Graphics Glitters


Mas os "especialistas" sabem que, se não tivermos inveja, se encontrarmos felicidade nas coisas que já possuímos, seremos mais felizes e, assim, trabalharemos menos e compraremos menos. - O que é muito mau para o "progresso". - Por isso, é preciso que os nossos olhos fiquem doentes, que eles dancem a dança terrível que vai do que o outro tem àquilo que não temos (mesmo que já tenhamos bem mais do que necessário). É preciso que sejamos infelizes. Porque quem tem inveja trabalha mais.



Baseado num trecho da obra de Rubem Alves, 'Mundo num Grão de Areia'



( Comentar este post __ Ver os últimos comentários