Boas Novas: ir além

Matheus, capítulo 5, versos 38 a 48:


"Ouvistes que foi dito: 'Olho por olho, e dente por dente'.

Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;

e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa;

e, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.

Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes.

Ouvistes que foi dito: 'Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo'.

Eu, porém, vos digo: amai aos vossos inimigos, orai pelos que vos perseguem;

para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos Céus;

porque ele faz nascer o seu sol sobre os maus e os bons, faz chover sobre justos e injustos.

Pois, se amardes apenas aos que vos amam, que recompensa tereis? não fazem os publicanos também o mesmo?

E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os pecadores também o mesmo?

Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai Celestial."





A milha romana media 'mil passos', - cerca de 1.478 metros. - A menção do Cristo está baseada num costume das nações orientais à época: quando enviavam um emissário de um lugar a outro, era requerido que um representante local viesse recebê-lo a uma certa distância. Um gesto de cortesia exigido da parte do anfitrião. Mas, na época das ocupações romanas, o costume passou a representar bem mais do que mera companhia. A 'cortesia' nesse caso era imposta e incluía o carregamento forçado das bagagens, o que podia tornar a tarefa extremamente árdua e mesmo humilhante.

A primeira milha era o 'costume', a obrigação. Tratava-se de algo estabelecido de antemão. - Mesmo a contragosto, aquele que fosse escalado para tal missão não poderia fugir. - O verbo 'obrigar', usado no texto, não deixa dúvidas quanto a compulsoriedade da tarefa.

Mas e quanto à segunda milha, proposta por Jesus? Devemos fazer mais que cumprir as nossas obrigações, ou seja, além de caminhar junto a primeira milha, devemos nos propor a ir uma segunda milha? Seria a segunda milha também um 'dever'? Será uma questão de darmos os 1478 ou 2956 passos?

Estamos falando de mais ou menos milhas ou da expectativa do Cristo a nosso respeito? Somos daqueles que apenas cumprem as suas obrigações, como qualquer dos mortais pode e deve fazê-lo, ou somos aqueles que cumprem a Vontade do Pai, que geralmente vai além do comum?

A segunda milha é a superação dos objetivos. - Não basta o 'bom', é preciso ir além. É preciso buscar alcançar a perfeição. O alvo de qualquer pessoa 'comum' é retribuir o que recebeu, na mesma medida: se você for bom para mim, eu serei bom para você. Alguém já viu algum daqueles adesivos "A minha educação depende da sua"? Esta é a mais perfeita expressão da antiga Lei de Talião, - "Olho por olho, dente por dente". - Mas os Filhos do Reino vão muito além disso: eles estão sempre prontos a deixar a túnica, além da capa, a caminhar uma segunda milha e a oferecer a outra face, também.

Caminhar uma segunda milha causa surpresa. Algo que surge inesperadamente. Isso é algo a mais: a lei de causa e efeito fica superada. E o que se espera de alguém que seja agredido? O revide imediato, é claro. Esta é a lei natural da retribuição, e é uma lei justa. Mas ela não serve para o discípulo do Cristo. Ele quer que você vá além disso, que explore as possibilidades com que o Pai acena além daquilo que seria 'o de se esperar', além do 'apenas justo'. Ele espera que você absorva a Lei do Amor, e assim se torne imune às agressões, a ponto de oferecer a outra face.

Mas entender a palavra de Jesus como um estímulo à passividade seria um grande pecado. Ao contrário, Jesus ensina que a violência, extravasada no ato do revide, vai gerar mais violência, criando um ciclo de mal infinito. O mal deve ser vencido com o bem. O medo e o ódio devem ser vencidos com Amor. Esse é o Caminho trazido por Jesus: o Caminho do autoaprimoramento, o Caminho do verdadeiro renascer: da carne para o espírito.

Vai encarar o desafio?



Tradução da Bíblia utilizada: "Almeida Revisada Imprensa Bíblica"



Referência: Site 'Devocionais'