Aforismos de Daniel, o leitor

Esta é uma pequena pausa na seqüência da nossa enciclopédia das religiões, para a estréia de uma nova modalidade de postagens, que eu acho que vou chamar de "sessão nostalgia"...

Transferindo os comentários do antigo Livro de Mensagens para o blogger (estou fazendo isso porque assim fica mais fácil guardar as mensagens que vocês, leitores, deixam por aqui, que eu valorizo e não quero perder), às vezes me sinto meio nostálgico, revendo antigos diálogos entre amigos, que acabam me trazendo à lembrança períodos felizes da minha vida recente, desde que comecei a escrever este blog...

Hoje, no meio desses comentários, me deparei com uma verdadeira pérola que resolvi publicar em forma de post. - Uma breve, profunda e bela coleção de pequenos aforismos, deixada num comentário. Ao meu ver, nasceu para ser mais do que isso...





A verdade é uma grande colcha de retalhos! Formada de tecidos, bordados e estampas diferentes, onde cada retalho é a nossa percepção do mundo. Alguém saberia me dizer qual é a linha que une esses retalhos tão diferentes e complementares?

O caminho do meio está na Arte das artes desde o seus primórdios: “Ponham à prova todas as coisas, e fiquem com o que é bom". - Aí está o equilíbrio. A sabedoria está em seguir o caminho do meio sem precisar visitar os extremos (quando eu for sábio eu digo pra vocês como isso é possível)...

O Caminho do Meio é um caminho de harmonia e equilíbrio que nem sempre é confortável e requer muita atitude e disciplina. Antes de falar mais sobre isso eu gostaria de comentar uma pergunta (feita por 'Cris'):

“Como pode ser destrutivo você cair de cabeça em algo que, a princípio, é classificado de bom?”

O que é tão bom que não possa ser destrutivo, quando feito em excesso? Coisas boas viciam? Existem vicios bons? Quando você mergulha de cabeça, você consegue ver além do que está debaixo d’água?..


Sobre o livro “O Segredo” (de Rhonda Byrne, Ediouro):

Um Pai que não nega nenhum desejo ao filho é um bom Pai? Onde está o Caminho Estreito num mundo onde eu posso tudo? Aqueles que seguirem fielmente o segredo não terão que se preocupar com isso, pois para estes...

“Não há outro Deus além de Você”; “A verdade é que o seu 'eu' é perfeito e completo” (pág.173); “Ninguém julga a sua vida” (pág.177); “Você é o criador de si mesmo”; “Tudo aquilo que você precisa é de você mesmo”; ”Somos fonte do universo... Podemos exercitar nossa autoridade e conseguir... Criar tudo!”; “Somos os criadores do destino universal, somos os criadores do universo”; ”Você é Deus num corpo físico"; "Você é todo poder e toda sabedoria” (pág.164) ...

Acho que todas essas afirmações proporcionam orgasmos múltiplos para egos envaidecidos!

Talvez a minha mente puritana não esteja preparada para tanto. Penso que temos que ter cuidado, o mal acontece mesmo quando estamos conectados ao caminho do bem (e esse blog já falou sobre isso), e acho que está ai outra função do mal no mundo, nos lembrar que somos humanos...

Acredito também que tudo no mundo é energia: a gratidão é uma força divina e a minha percepção pessoal interfere no mundo... Mas não o determina. Visualizar e pensar certo faz toda a diferença. Para fazer com que meus desejos aconteçam, devo estar alinhado com a Consciência Divina, e deixar que Ele, que não sou eu, manifeste a Sua Bontade, porque eu desejo que o meu único desejo seja me tornar um bom instrumento da Vontade de Deus.

A verdade é uma grande colcha de retalhos! Formada de tecidos, bordados e estampas diferentes. Cada retalho é uma percepção do mundo e a linha que os une é o Amor indizível.

Sendo eu esse retalho, do meu retalho digo que ele é roto, irregular e imperfeito. E se encanta mais em ser colcha para um carpinteiro do que para um sultão.


Daniel