Teoria da evolução em cheque?

As agências de notícias internacionais que veicularam esta notícia são consideradas sérias. Lá vai:


não bastassem as contestações do meu amigo Enézio E. de Almeida, do "Desafiando a Nomenklatura Científica", agora um grupo de pesquisadores da Bolívia anuncia a descoberta do que pode ser a pegada mais antiga do mundo, encontrada próximo ao lago Titicaca, entre Peru e Bolívia. Se eles estiverem certos, o registro negaria a teoria da evolução humana segundo proposta por Charles Darwin. O registro teria entre cinco e quinze milhões de anos(!!), o que, no mínimo, provaria a existência de uma humanidade anterior à atual. - Segundo a "ciência oficial", o ser humano como o entendemos (homo sapiens) teria surgido na Terra há "apenas" 60.000 anos.

De acordo com a Agência EFE, o grupo, liderado por Jorge Miranda e Freddy Arce, apresentou a teoria no Ministério de Relações Exteriores e quer a opinião de outros especialistas internacionais.

A pegada de um pé esquerdo de 29,5 cm (o que equivaleria ao nosso nº 42, aproximadamente) está em uma rocha de arenito. Segundo os pesquisadores, teria sido feita por um ser humano de 1,70 m, com peso de 70 kg, que caminhava ereto.

"A teoria da evolução teria muitas dificuldades com esta evidência que estamos mostrando agora", disse Arce. A rocha foi encontrada na localidade de Sullkatiti, onde é objeto de culto. Os moradores da região acreditam que o objeto é uma pegada de seus antepassados, conhecida popularmente por "pisada do inca".

A pegada foi encontrada no ano passado e vem sendo estudada desde então. O objeto petrificado mostra perfeitamente os cinco dedos de um pé humano, com todos os pontos de convergência de uma pegada feita por um homem de tamanho e peso médios, segundo o podólogo Guillermo Lazcano disse à Agência ANSA.






Fonte: Redação Terra.