Lições do Tao - conclusão


Quarta lição - Os Benefícios Da Humildade - escritos que Liao Fan Yuan (1550 - 1624) deixou para seu filho

No I-Ching é dito que os Céus desprezam aqueles que são arrogantes e ajudam os humildes. Se olharmos o modo como a Terra é estruturada, a água nos lugares altos sempre fluindo para os lugares mais baixos, então podemos ver os Mestres Iluminados que retiram dos arrogantes e protegem os humildes. Aqueles que são arrogantes e cheios de orgulho normalmente são desprezados pelos outros (ainda que secretamente) e os humildes são sempre respeitados. No I-Ching há 64 princípios descrevendo 384 conselhos, dos quais dois terços são no sentido de alertar e prevenir. Mas nos seis princípios que pertencem ao "hexagrama da humildade" eles são todos para se louvar. Não é de se admirar que se diga popularmente que “a humildade atrai benefícios, enquanto a arrogância convida problemas” .

Se observarmos aqueles homens de sucesso que antes eram pobres, notamos que, normalmente, logo antes de se tomarem famosos eles eram muito humildes.

Havia um homem em Chiang-Yin cujo nome era Chang. Ele era muito talentoso, inteligente e tinha uma grande reputação. Quando participou dos exames imperiais não conseguiu passar e ficou furioso. Acusou então o examinador de não ter olhos. Havia um monge taoísta no local naquele momento, assistindo do outro lado, que começou a sorrir; então o Sr. Chang direcionou sua ira para o monge. Este lhe disse: "Sua redação não deve ser boa o suficiente". Sr Chang disse: "Como você sabe? Você nem leu minha redação". O monge respondeu: "As pessoas dizem que para se escrever bem e necessário ser calmo e pacífico, e agora eu vi você abrir a boca para caluniar os outros; você definitivamente não é muito calmo nem muito pacifico. Então como poderia escrever bem?" - Chang ficou quieto um momento e então se virou e pediu um conselho ao monge. Este falou: "Passar em um exame também tem a ver com o destino. Se em seu destino você não deve passar então não importa quanto tempo você gaste, você não passará. Você deve primeiro mudar a si mesmo".

E Chang perguntou: "Se é o destino, como se pode mudá-lo?” O monge respondeu: "Apesar de o destino se originar nos Céus, construí-lo depende de cada pessoa. Se alguém acumula méritos, então conseguirá tudo que pedir". Chang perguntou: "Eu sou um homem pobre. Como posso fazer boas obras e acumular méritos?" - E o monge - "As boas obras e os méritos são acumulados de coração. Se você sempre mantiver sua gentileza ao tratar as pessoas, então isto já é um grande mérito. Por exemplo, ser humilde não custa nenhum dinheiro. Por que você, ao invés de acusar o examinador, não olha para dentro de si mesmo e talvez perceba que não tem humildade ou reconhecer que não é bom o suficiente?"

Sr. Chang repentinamente se viu desperto e começou a mudar suas atitudes. Três anos depois, em um sonho, ele se aproximou de um grande edifício e pegou um livreto. Ele estava curioso e perguntou a alguém próximo a ele: "O que é este livreto?". O outro respondeu: "Bem, isto é a lista dos que passarão no exame este ano". Então Chang perguntou: "Por que ha tantos espaços em branco?" E a outra pessoa respondeu: "A cada três anos, no Inferno, fazemos uma checagem, e apenas aqueles que acumularam méritos e não cometeram nenhum mal podem permanecer na lista. Os espaços dos quais esses nomes foram apagados são pessoas que originalmente deveriam passar no exame, mas devido às recentes más condutas, tiveram seus nomes apagados. Nos últimos três anos você tem sido muito cauteloso, e trabalhou em si mesmo diligentemente. Você pode preencher algum desses espaços vazios, então se cuide". Naquele ano Sr. Chang passou no exame.

Desse modo pode-se entender o ditado popular que diz que “durante a vida não se deve fazer nada que seja vergonhoso, porque há um nível mais alto de Consciência sobre nós que sabe de tudo”. Assim, em uma vida, se alguém terá sorte ou infortúnio, depende de seus pensamentos: se a pessoa puder policiar seus pensamentos e mantê-los puros, então ela estará sempre protegida pelos Mestres Iluminados. Se a pessoa for arrogante e orgulhosa, usar seu poder, seu talento e sua fortuna para se exibir ou manipular os outros, então ela não terá um futuro brilhante. Não terá nada e sequer poderá apreciar uma pequena fortuna. Desta forma, aqueles que são sábios e aqueles que entendem o Caminho não destruirão seus próprios futuros ou suas próprias fortunas. Apenas aqueles que são humildes poderão receber ensinamentos dos outros, e é assim que alguém pode encontrar a sabedoria e a fortuna. Este é um entendimento fundamental para a vida.

Os ensinos de Buda dizem que se nós quisermos o sucesso, nós os teremos. Portanto, quando assumimos um verdadeiro compromisso interior, é como uma árvore criando raízes. Devemos fixá-las bem fundo, sempre nos lembrando de ter humildade ao lidar com os outros, facilitando-lhes o viver, e então alcançaremos o que desejamos.



O Tao em ação


* No encerramento desta série de postagens, não resisiti e resolvi deixar o vídeo acima como homenagem ao homem que pela primeira vez despertou o meu interesse pelo Tao, quando eu tinha 16 anos de idade e assisti "Operação Dragão" num cinema "poeirinha" do centro velho de São Paulo. Como todos dentro daquela velha sala de projeção, entrei em estado de êxtase ao ver até onde a dedicação, a seriedade e o treinamento diligente podem nos levar. O cara era simplesmente mágico, vê-lo em ação era hipnótico, uma experiência de pura catarse! Quem é fã de artes marciais como eu, dificilmente não será fã também do maior dos artistas marciais: Bruce Lee, o "Pequeno Dragão". Onde quer que esteja, Lee Jun Fan, obrigado por tudo que me ensinou, quando eu era um praticante de artes marciais adolescente, cheio de sonhos e fantasias! Do seu jeito "tranquilo e infalível", você me fez ver que mesmo no aparente conflito dos combates pode haver poesia.


"Olhe diretamente para o céu. Não se concentre no dedo que aponta para o céu, ou então você perderá toda a glória celestial." - Bruce Lee