Revisão


Nova versão do post “A segunda pergunta”, revista por mim mesmo, em estado de Graça.

Deus é felicidade. Não. É muito mais do que isso. É mais como se você pudesse chegar mais perto de Deus quando você está muito, muito, completa e perfeitamente, FELIZ!

Se aproximar de Deus é estar bem. Chegamos mais perto de Deus, por exemplo, quando conquistamos algo que estivemos ardentemente desejando por muito tempo. Quando um sonho muito acalentado se realiza, e aí você sente aquela felicidade perfeita, aquela sensação de realização, de completitude... E sente que tudo está no seu lugar, que tudo é como deveria ser e que a vida é perfeita. Nesse momento exato chegamos mais perto de compreender o que significa “crer em Deus”.

Aí, pode jogar fora toda a Teologia! Ao lixo com as especulações filosóficas dos eruditos! Deus está além, muito além de tudo que possa ser pensado, imaginado, conjecturado, elucubrado, analisado, ponderado, dissecado, examinado... É com o sentir que mais podemos nos aproximar dEle. Pobres dos que perderam a capacidade de sentir...

Deus ainda pergunta: "Por que se endureçeram os vossos corações contra mim??.."

Jesus se autodenomina como “a Vida”, e fala em “Vida Plena”. Sim! Isto resume a mais perfeita definição de Deus que o homem pode alcançar: Deus é a própria Vida, e é a Fonte da Vida.

Também há uma outra definição igualmente bela e perfeita, que mesmo diante das inúmeras tentativas de banalização, continua resistindo, incólume: Deus é Amor!

Será que alguém ainda sabe o que vem a significar isto, "Amor"? Não estou falando de apenas amor (que já é maravilhoso), mas estou falando de algo muito maior e muito mais profundo. Estou falando do Amor!

Quando meu filho de 8 anos vem me visitar, aos finais de semana, depois de alguns dias distante (o que parece uma eternidade para nós dois), quando ele me vê, de longe, esperando no portão, e o seu avô acaba de deixá-lo na esquina da rua onde moro... Ele sai correndo ao meu encontro! Corre de braços abertos! Na correria, às vezes, deixa cair coisas, e nem percebe. A chave, que pula de dentro do bolso ou a blusa que se desamarra da cintura e vai pro chão... mas ele não nota nada, seus olhos estão fixos em mim. Um sorriso do tamanho do mundo preenche todo seu rostinho radiante, todo seu ser. Um sorriso sem tamanho preenche sua alma pura de criança, do princípio ao fim, e não sobra espaço pra mais nada. Nada além de Amor. Então ele me alcança. Me abraça forte, entre gargalhadas... Ele não quer nada de mim, nada além de um abraço. Ele não espera nada além de ser acolhido com carinho e alegria. Nada, em troca do seu abraço 200% sincero. Ele apenas quer e precisa manifestar o seu Amor gratuito.

É disso que estou falando! Este é o tipo de Amor que eu sinto quando me aproximo de Deus, ou quando Ele se permite vislumbrar! Muito melhor do que sexo, muito maior e muito antes do que qualquer outra coisa! Isto é DEUS!!

Eu quis aproveitar esse meu momento de 'iluminação', enquanto estou vendo tudo tão claramente, pra falar a respeito daquilo que jamais poderá ser apreciado pelo intelecto. Eu também falhei na minha primeira tentativa de falar sobre isso, aqui no blog. E vou falhar sempre, enquanto estiver tentando com a inteligência que a natureza me deu, porque Deus está além da natureza. Ele não é uma parte da natureza, Ele é o Autor da natureza. Ele pode estar também na Natureza, sim, eu sei... Mas Ele está também, e principalmente, além disso. Nós, porém, enquanto seres humanos, somos parte da natureza, e por isso jamais seremos capazes de transcendê-la, usando apenas os talentos que ela própria (a natureza) nos concedeu. É preciso ir além. E somos capazes disso. É exatamente isso que nos difere dos animais. Fomos dotados de uma Consciência que nos permite ir além de nós mesmos.

Como neste exato momento, o meu intelecto parece ter saído para uma voltinha, e o que me comanda agora é o entendimento puro de criança, aproveitei para revisitar o mesmo velho assunto, sabendo que o enfoque seria totalmente diferente.

Honestamente, acho que a explanação sobre o tema 'o que é Deus?' ficou bem melhor assim.


Fim da revisão escrita na última sexta-feira, 15/06/2007.



Quero observar que, desde o dia em que escrevi isto, nada ainda voltou a ser como antes, para mim. Sim, as nossas vidas são constante mudança. Se para melhor ou para pior, depende de nós. Só a Verdade não muda, e a nossa relação com essa Verdade é que nos move, para um lado ou para outro. É tempo de voltarmos à nossa verdadeira Casa.



Batam à porta, e ela lhes será aberta. Peçam, e lhes será dado. Busquem, e encontrarão. Qual o pai que, se o filho lhe pedir um pão, lhe dará uma pedra? Quanto mais dará o Pai celestial a quem Lhe pedir.

Eis que estou a porta e bato. Se alguém me ouvir, e abrir a porta, entrarei, e cearei com ele, e seremos como um só.

Estou com vocês sempre, até a consumação dos tempos.

Como uma mãe amorosa não abandona os seus filhos, também eu não os abandonarei. Mas, ainda que venha o dia em que uma mãe abandone seus filhos, eu, contudo, não os abandonarei.

Não tenham medo. Para onde estou indo, vocês não podem ir agora, mas eu lhes prepararei lugar.