Luz!!

Publicado originalmente por H K Merton em 19 de Junho de 2006 às 6:23 PM




Esta é a continuação de “O Primeiro Pilar”. Eu interrompi a sequência dos posts para contar minha pequena aventura como candidato ao seminário.

_______Antes de qualquer coisa, gostaria de esclarecer o porquê de considerar a Bíblia como um "Pilar" em minha busca e minha vida espiritual, mesmo com a dureza áspera e ameaçadora do Antigo Testamento e todas as suas aparentes contradições: acontece que a leitura da Bíblia, na íntegra, numa fase tão delicada de minha vida (transição infância/adolescência), destruiu em mim a inocência. Abriu meus olhos, definitivamente, para o Conhecimento que eu buscava, embora isto tenha se dado de uma maneira que eu jamais poderia supor. Hoje, eu sei que é assim que Ele age. DEUS nunca é previsível. Mesmo que conheçamos certas “regras” suas, nós nunca conseguimos prever seus movimentos. Ler o Antigo Testamento por pouco não me destruiu. Foi algo que me feriu profundamente, provavelmente a experiência mais traumática de toda minha vida, até hoje. Tudo que eu era foi abalado.

_______O Antigo Testamento, ou a Torá judaica, é livro sagrado para as três principais religiões monoteístas do mundo (Judaísmo, Cristianismo e Islamismo). Também é considerado sagrado por grupos hindus e para um sem número de seitas espiritualistas around the world. E foi através dele que eu entendi o que significam humanidade e transcendência. Sim, de um jeito muito duro. Porém, era o que eu precisava para despertar de vez deste mundo/sonho ilusório, que nos cerca e cega, e transforma almas belas em zumbis. O choque me separou de vez desta ilusão de Maya/Matrix. Mas não é só por isso que considero a Bíblia como um dos Pilares que sustentam todo o conjunto de meus princípios e convicções.

_______É que quando estamos tão aprofundados num túnel, tão perdidos que já não podemos enxergar nenhum vestígio de luz, e a treva parece não ter fim, é porque chegamos ao pior ponto, o mais fundo. Mas é um fato, que, daí, só podemos avançar para a luz. E assim foi para mim. Depois da Antiga Aliança, veio a Nova e Eterna Aliança! Cheguei ao Novo Testamento e, finalmente, Ele surgiu em minha vida. Poderoso, Destruidor e Consolador: o Rei dos reis, o Príncipe da Paz; Filho de Deus e Filho do homem... Imenso, majestoso, mas o menor entre os pequeninos. O menor e o maior, o que está no alto e o que está em baixo, o Alfa e o Ômega: Jesus, vindo de Nazaré.

_______A maioria das pessoas não tem noção da importância de se contrastar o Antigo e o Novo Testamentos. Isso é tão importante porque é assim que conseguimos conceber a magnitude da mensagem do Cristo. Quem lê o Antigo Testamento é transportado para aquele lugar e aquela época, onde homens, amparados pela lei e ordem vigentes, apedrejavam outros homens até à morte por discordarem dos seus pontos de vista. Quando mulheres grávidas e crianças de peito eram assassinadas ao fio da espada por pertencerem a um outro povo que não fosse o “escolhido” por Deus. Você fica sabendo que pais sacrificavam seus filhos em homenagem ao Deus que acreditavam habitar a abóbada celeste. Que espancar esposas era permitido. Que o ódio era permitido e sacralizado. E o peso de todo o mal praticado se aliviava degolando-se animais no Templo. Você entende que estas pessoas realmente acreditavam que o DEUS magnânimo, Criador e Regente Supremo de todo o Universo, nutria uma predileção incondicional por um povo irracional e duro de coração.

_______E foi nesse ambiente que Jesus nasceu. Pobre e simples. E foi para essas pessoas que ele proferiu discursos como os que ficaram registrados em Matheus, capítulo 5. Por fim, este homem-DEUS entregou-se integralmente em sacrifício, por uma humanidade desumana que ria enquanto ele agonizava pendurado numa cruz.

_______Conhecer o Antigo Testamento antes da história de Jesus faz ampliar, mil vezes, a importância das coisas que ele fez e disse. Faz perceber que este Salvador foi, sem dúvida, o maior de todos os revolucionários num certo sentido, apesar de ter sido o maior de todos os conservadores, num outro sentido ainda mais profundo. O mundo nunca mais seria o mesmo depois dele, tanto para crentes quanto para descrentes. Encontrar o Mestre foi encontrar a claridade do Sol, depois de uma terrível noite de pesadelos.


"Um novo mandamento vos dou: Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei."

"Amar a DEUS sobre todas as coisas, e ao próximo como a si mesmo. Isto resume toda a Lei e tudo que disseram os Profetas."

"E conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará."



** Para ler a continuação, clique aqui.


( Comentar este post